NEM DRAGAS, NEM RESORTS, NEM CO-INCINERAÇÃO! TEMOS O SADO NO CORAÇÃO, NÃO NO TOSTÃO!

 

No dia exacto em que fazemos 18 anos de okupação, Setúbal volta a sair à rua para defender-se mais uma vez dos furiosos interesses económicos que tudo ameaçam destruir.

Desta vez é o Rio Sado e toda a sua vida que é ameaçado pelas dragagens que visam aprofundar o leito do rio.

No processo, serão destruídos os ecossistemas das espécies que habitam o Rio, o desaparecimento das praias, a erosão da já instável linha costeira da serra Arrábida, e o fim da pesca, actividade centenária que está na origem do aparecimento da cidade.
Tudo para estimular algumas das industrias mais poluentes que o passado século nos deixou.
A COSA nasceu e cresceu dentro da contestação à co-incineração e à Secil; protestos que mobilizaram a cidade de Setúbal com uma intensidade tal que de facto se suspendeu temporariamente a actividade paralela da fábrica de cimento.
Na história da COSA está também a campanha que durou anos contra o Tróia-Resort e os seus crimes ambientais.
É por demais óbvio que neste momento em que se volta a redefinir o futuro deste território, e em que a cidade se prepara para mais uma dura batalha, estejamos presentes nesta luta.
Assim convidamos todes aqueles a juntar-se a este protesto na tarde de Sábado dia 13 de Outubro pelas 16:00 no jardim da beira-mar, Avenida Jaime Rebelo!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s